© 2019 COMIDA DE COMER - Natália Jorge

  • Ícone preto do Facebook
  • Ícone preto do Twitter
  • Ícone preto do Pinterest
  • Ícone preto do Instagram
  • Natália Jorge

Review: Gero (Bsb)

Vamos ao Gero quando não queremos dar chance ao erro. Quando queremos a certeza de um bom atendimento e de bons pratos.


Fomos almoçar no Gero em um dia de semana, motivados por esse vídeo aqui, do Go Deb. Achamos essa opção de menu de almoço apresentada no vídeo muito interessante, mas estávamos na dúvida se o Gero de Brasília seria tão bom quanto o paulista.


Chegando lá, nos decepcionamos muito com as opções oferecidas. O menu executivo (mezzogiorno) daqui oferece apenas duas opções de entradas, duas de pratos principais e uma única sobremesa. Se alguma das opções tivesse nos chamado a atenção, até tenderíamos a ir para o menu, que custa R$ 112,00, mas não foi o caso, então todos da mesa pediram os pratos convencionais do cardápio.


Para começar, os tradicionais chips de abobrinha, que já deram o que tinham que dar. Achamos ok, mas não tem como ser muito mais do que isso (aliás, tem: os chips de jiló do Jiquitaia são muito mais interessantes, por exemplo).


De principal, os pratos mais memoráreis foram uma sugestão do chefe, um cannelloni recheado de filé mignon com fonduta de queijo gratinado e a clássica lasanha a bolonhesa (R$ 89).

cannelloni recheado de filé mignon com fonduta de queijo gratinado

Ambos estavam muito corretos e não decepcionam. O bom do Gero é isso: o atendimento é excelente e os pratos não têm erros. Mas haja bolso. A água (garrafinha pequena), por exemplo, custa RS 10,00.

Clássica lasanha a bolonhesa (R$ 89)

O almoço foi bom? Sim, foi ótimo! Mas vale o preço? Achamos superestimado, mas é inegável que poucos em Brasília conseguem manter esse padrão.