• Natália Jorge

Review: La Barr - chocolate de origem

Conhecemos a La Barr depois de um almoço no Girassol e foi amor à primeira vista.


Sempre antes de comprar um chocolate, vemos a lista de ingredientes. E foi aí que começamos a nos apaixonar pela La Barr. Os ingredientes do tipo exótico de leite de cabra são: chocolate, açúcar demerara orgânico, leite de cabra, manteiga de cacau e lecitina de soja, nessa ordem. A ordem importa, e vem sempre do que tem mais pro que tem menos.


Ao contrário de vários chocolates mais naturebas, o La Barr é intenso, mas ainda assim derrete na boca e foi isso que nos conquistou. Depois de provar, fomos atrás de mais informações sobre a empresa, que é aqui do DF.


A La Barr valoriza o cacau do pequeno produtor e o sistema de agrofloresta e defende que, assim como com o café e com a uva, o sabor do cacau varia de acordo com o solo, o clima e a safra da região (o terroir né, mores).


Eles utilizam amêndoas de cacau fino e orgânico, que são submetidas a processo de fermentação e secagem na fazenda, no sul da Bahia. Como investem na qualidade da matéria-prima, não precisam utilizar essências e aromatizantes - que servem para mascarar o gosto ruim do cacau de commodities - e valorizam o sabor e o aroma do cacau puro. Enquanto a maioria dos chocolates industrializados utilizam 25% de cacau (quando muito), a La Bar trabalha com, no mínimo, 40%.


Além disso, a empresa defende o modo de produção artesanal e o movimento bean-to-bar (do grão à barra), que remete à expressão do campo à mesa, na contramão da larga escala industrial. Assim, o processo é todo manual, desde a torra e descasque até o refino em moinho de pedra, conchagem, temperagem e embalagem.


Já provamos dois tipos de chocolate deles: o de Nibs com flor de sal (40% cacau) e o de leite de cabra (55% cacau), o meu preferido.

Chocolate de leite de cabra - La Barr

Mas todo esse sabor, cuidado e ideias têm um preço. Não espere um valor comparável ao de chocolate comum. O processo artesanal e a matéria prima de qualidade elevam o custo do produto, mas, pela alta concentração de cacau, um quadradinho já é capaz de saciar, então compensa!


Os pontos de venda, físicos e online, podem ser consultados aqui.

© 2019 COMIDA DE COMER - Natália Jorge

  • Ícone preto do Facebook
  • Ícone preto do Twitter
  • Ícone preto do Pinterest
  • Ícone preto do Instagram