© 2019 COMIDA DE COMER - Natália Jorge

  • Ícone preto do Facebook
  • Ícone preto do Twitter
  • Ícone preto do Pinterest
  • Ícone preto do Instagram
  • Natália Jorge

Review: Pipo (SP)

Atualizado: 4 de Mar de 2019

Queríamos muito conhecer o Pipo, primeiro restaurante em SP do chef carioca Felipe Bronze. Depois de seu principal restaurante, o Oro (RJ), ganhar a segunda estrela Michelin, as expectativas foram às alturas.


O Pipo tem uma pegada mais jovem e descontraída e a proposta é servir comidinhas para compartilhar: eles sugerem de 4 a 6 mini pratos para um casal, por exemplo.


O cardápio é enxuto e divide-se em algumas sessões como tapas, crus, mini sanduíches, arrozes, perto do fogo e que seja doce (essas duas últimas em referência aos programas de tv do chef).


Berinjela na brasa com missô e rapadura, em tempurá (R$ 34)

Nossa primeira pedida foi da sessão de tapas: berinjela na brasa com missô e rapadura, em tempurá (R$ 34). Foi uma ótima primeira impressão. A berinjela estava meio defumada e quase derretendo, mas envolta nessa casquinha super crocante e sequinha.


Em seguida, fomos à loucura com o Ostrix: mini sanduíche de brioche no vapor (tipo um bun, só que mais amanteigado) com ostra crocante, maionese de algas e picles de cebola roxa (R$ 39). O "lanche" tava super equilibrado e cheio de contrastes de sabores e texturas.



Como somos fãs do programa perto do fogo, não pudemos deixar de pedir um prato dessa sessão. O escolhido foi o bife ancho de porco na brasa com purê de maçã queimada (R$ 55), mas confessamos que, com esse prato, demos uma desanimada. A carne estava quase seca e sem tempero. O purê estava gostoso e dava uma levantada no prato, mas nada que surpreendesse e que fizesse valer a pena.


Bife ancho de porco na brasa com purê de maçã queimada (R$ 55)

Por fim, fomos de lasanha de costela 18h com molho de tomate defumado e alho poró na brasa (R$ 45). Apesar do belo visual, foi mais uma decepção. O molho de tomate estava muito ácido e sem complexidade e faltou queijo para equilibrar essa acidez. A carne estava quase imperceptível e a massa estava tão mole que não oferecia resistência nenhuma ao morder.


Ao contrário dos dois primeiros pratos, este estava monotemático: sem contraste de gordura/acidez e de texturas.


Lasanha de costela 18h com molho de tomate defumado e alho poró na brasa (R$ 45)

Depois do quarto prato, ainda não estávamos plenamente satisfeitos, mas resolvemos parar por aí.


Em suma, nao achamos que o custo-benefício compensou, mas, se tivéssemos parado no segundo prato, a nossa impressão certamente seria diferente. Devemos também dar um desconto e considerar que a casa é nova e que ainda podem estar fazendo ajustes e melhorias na cozinha.


Voltaríamos ao Pipo, mas mais atento às escolhas.